TAD - Joshua

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

TAD - Joshua

Mensagem por Funebribus em 20th Fevereiro 2015, 18:35

Relembrando a primeira mensagem :

Versão 1:
If I'm different from the rest. I've turned into a monster, This burden came to me.

A postagem será aqui. Então escreva seu texto. O limite é sua criatividade, meu caro. Vamos, ponha à mostra o que sabe fazer. Descreva seu post, dance, cante, pula e divirta-se. Isso é o importante, jovem gafanhoto.
   





Código:
<link type="text/css" rel="stylesheet" href="http://fonts.googleapis.com/css?family=Libre+Baskerville" /><div align="center"><div style="margin-top: 35px; margin-right: -25px;"><div style="width: 393px; margin-bottom: 5px; border-bottom: 1px solid black;"></div><div style="background-color: transparent; width:350px; padding: 30px 50px 30px 50px;"><table><td><div style="background-image: url(http://i.imgur.com/h7Cqy.gif); width: 100px; height: 100px; border-radius: 100%; background-size: cover; background-position: center; border: 3px solid #646464;"></div></td><td><div style="font-family: Calibri; font-size: 7px; letter-spacing:3px; text-align: justify; text-transform: uppercase; color:#000; border-right: 1px solid #000; padding:3px 10px 3px 15px;line-height:7px;">If I'm different from the rest. I've turned into a monster, This burden came to me. <br>
</div></td></table></div><div style="width: 383px; background-color: transparent; padding-bottom: 5px;"><div style="width: 350px; padding-top: 5px; padding-right: 2px; padding-left: 2px; padding-bottom: 2px; line-height: 100%; color: #1f1f1f; text-align: justify; font-family: libre baskerville; font-size:11px; text-transform: normalcase;">A postagem será aqui. Então escreva seu texto. O limite é sua criatividade, meu caro. Vamos, ponha à mostra o que sabe fazer. Descreva seu post, dance, cante, pula e divirta-se. Isso é o importante, jovem gafanhoto.<br />    
</div><br /><br /> <br /><div style="width:393px; margin-top: 5px; margin-left: -3px; border-bottom: 1px solid black;"></div></div></div></div>

Versão 2:



A postagem será aqui. Então escreva seu texto. O limite é sua criatividade, meu caro. Vamos, ponha à mostra o que sabe fazer. Descreva seu post, dance, cante, pula e divirta-se. Isso é o importante, jovem gafanhoto.
   
If I'm different from the rest. I've turned into a monster, This burden came to me.



Código:
<link type="text/css" rel="stylesheet" href="http://fonts.googleapis.com/css?family=Libre+Baskerville" /><div align="center"><div style="margin-top: 35px; margin-right: -25px;"><div style="width: 393px; margin-bottom: 5px; border-bottom: 1px solid black;"></div><div style="width: 383px; background-color: transparent; padding-bottom: 5px;"><div style="width: 350px; padding-top: 5px; padding-right: 2px; padding-left: 2px; padding-bottom: 2px; line-height: 100%; color: #1f1f1f; text-align: justify; font-family: libre baskerville; font-size:11px; text-transform: normalcase;">


A postagem será aqui. Então escreva seu texto. O limite é sua criatividade, meu caro. Vamos, ponha à mostra o que sabe fazer. Descreva seu post, dance, cante, pula e divirta-se. Isso é o importante, jovem gafanhoto.<br />   
</div><div style="background-color: transparent; width:350px; padding: 30px 50px 30px 50px; margin-left: -25px;"><table><td><div style="background-image: url(http://i.imgur.com/h7Cqy.gif); width: 100px; height: 100px; border-radius: 100%; background-size: cover; background-position: center; border: 3px solid #646464;"></div></td><td><div style="font-family: Calibri; font-size: 7px; letter-spacing:3px; text-align: justify; text-transform: uppercase; color:#000; border-right: 1px solid #000; padding:3px 10px 3px 15px;line-height:7px;">If I'm different from the rest. I've turned into a monster, This burden came to me. <br>
</div></td></table></div><div style="width:393px; margin-top: 5px; margin-left: -3px; border-bottom: 1px solid black;"></div></div></div></div>



I'm waking up, I feel it in my bones. Enough to make my systems blow. Welcome to the new age, to the new age. Whoa, whoa, I'm radioactive, radioactive.
------------ ▼
Administradores
Mensagens :
320

Data de inscrição :
06/04/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: TAD - Joshua

Mensagem por Funebribus em 25th Abril 2015, 13:52

TRAMA
18.04.15 por SECRET
É o começo do fim. A reitora, descendente de uma Thompson, sabia que isso iria acontecer a qualquer momento. Seus colegas empresários haviam antecipado o fato, mas ela não tinha dado ouvidos. O escândalo se tornou algo presente no dia-a-dia de qualquer pessoa com boa ou má reputação em Nova Iorque e ela pensou, erroneamente, que isso não a atingiria. Foi como uma bomba, quase literalmente. Primeiro a segurança precária de uma instituição tão conhecida. Como um grupo de alunos entre quinze e dezenove anos tinham conseguido burlar a segurança e fazer festas a cada fim de semana dentro de um colégio como aquele? Alguma coisa estava errada e isso veio à tona. Há também o relacionamento professores-alunos que não conseguiu passar despercebido pela imprensa. O estopim não foi uma coisa só, foram diversas unidas. É como uma receita: como acabar indo à falência hospedando os melhores? Apenas Amelia Thompson tinha essa resposta. Ela implorou aos embargadores que mantivessem o Instituto aberto até a formatura. Apesar de tudo, a mulher ainda era influente e conseguira com louvor esta “benção”, mas ela não teria nem um dia a mais. Foi aí que ela começou a trabalhar, contatar quem precisava para tentar manter o seu “ganha pão” aberto. Pena que já era tarde demais, não havia muito o que eles pudessem fazer depois de tantos escândalos. A mulher havia mantido aberto enquanto pôde, agora era hora de fechar mais um ciclo, e, assim, contatar os pais dos alunos para avisar: a formatura seria o último evento.

Ato II

É o fim de um começo, o ato de passagem que todo estudante busca e agora está acontecendo com os estudantes de Eleanor Thompson e Richard Porter. Alguns estão satisfeitos com mais esse término, outros não querem se despedir da high school e tem ainda aqueles que não conseguiram o êxito de concluir e vão ter que passar mais um ano na instituição. Isso é o que eles pensam. Enquanto a solenidade acontece, Amelia mantem-se firme por fora, mas por dentro derrama-se em lágrimas constantes e a sensação de despedida aflora. Os discursos acontecem, a oradora escolhida pelas turmas está com a fala. Calmamente ela fala sobre os momentos mais bonitos que eles viveram no último ano, pena que não há muito o que dizer. A maior parte dos alunos está apenas desejando que aquilo termine logo, a outra parte está se segurando para não chorar. Convenhamos, despedidas sempre são terríveis. Juliet faz pausa no discurso, respira fundo e solta algo que ninguém esperava: “Eu sou a Secret.”

Há um reboliço. Amelia reage com os olhos arregalados e suas mãos se fecham em punho, encarando a pessoa responsável pela maior parte da sua desgraça. Não há muito mais o que dizer, então Juliet se desculpa e sai do palco montado no jardim frontal do Instituto Educacional Americano. Os burburinhos passam para gritos, e, no instante seguinte, Amelia se levanta e vai atrás da garota Juliet. O circo, então, está armado. Sem demonstrar toda a classe que tinha, a jovem diretora do que um dia foi o melhor instituto de Nova Iorque se altera, segura o braço da menina e faz voltar para o centro do palco. Com o microfone, a senhorita Thompson desaba a falar. “Foi por sua causa que perdemos o Instituto”. Isso foi suficiente para mais uma quantidade de “oooh” se instalar entre a multidão. Estava aí, então, o fim. Amelia se virou para a multidão e contou tudo, desde o dia em que sua mãe havia lhe passado a reitoria de ambos Institutos (Eleanor e Richard) até o dia em que começaram os escândalos e o fim. Não era a formatura que todos esperavam, estava longe de ser, mas foi muito melhor do que poderíamos imaginar.

uma das estudantes se irritou diante do estrago que fizeram em sua formatura, juntou sua coragem e subiu ao palco. Fez o discurso mais belo que os Institutos já viram um dia. Falou sobre as falhas e sobre as vitórias dos alunos e do lugar. A garota sabia o que dizer, conseguiu acalmar os ânimos para ter a solenidade encerrada com louvor. O que havia a saber agora: o que seria daqueles que restaram?

Ato III

Tudo o que se sabe sobre eles: são dois grandes empresários que tem tudo nas mãos agora. Depois da queda literal do maior Instituto de Manhattan, temos uma competição ainda maior pela frente. São dois que deveriam valer por um, mas há muito eles vem em uma corrida de cavalos onde o páreo é uniforme. East Side Preparatory School e West Side Academy. Lembram deles? Não? Deveriam. Será para onde serão levados a partir de agora e terão que lidar com muito mais do que apenas estudos. Dentro das escolas já existe algo feito há anos: preparações para o futuro. O que é mais engraçado entre as duas instituições? São da mesma família, dois irmãos simplesmente apaixonados por educação que decidiram criar uma única escola. Mas com o tempo, os ideiais se tornaram diferentes e cada um tomou seu rumo, dividindo-a em duas. Entre eles há uma rivalidade que não se resume a apenas um conceito acadêmico. Vai das líderes de torcida ao grupo acadêmico da olimpíada de matemática. Quem não gosta de uma pequena briga para aflorar os ânimos? Não só conflitos externos, há também os internos. Não existe mais a realeza, não existe mais os grupos dos privilegiados. Lá dentro, quem tem talento sai na frente, tendo uma conta gorda no banco ou apenas um cofrinho em casa para guardar as moedas da gorjeta. Está preparado para isso?

Ato final

Atentem-se bem: não dá mais pra ficar sobre o muro. É agora ou nunca. Decida de que lado vai estar e façam suas apostas. À partir de agora o destino das instituições está com vocês.
>
Hey, it's an elf? I saw one, I swear. Meryl saw. I was smoking.
Hey, it's an elf? I saw one, I swear. Meryl saw. I was smoking.



I'm waking up, I feel it in my bones. Enough to make my systems blow. Welcome to the new age, to the new age. Whoa, whoa, I'm radioactive, radioactive.
------------ ▼
Administradores
Mensagens :
320

Data de inscrição :
06/04/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TAD - Joshua

Mensagem por Funebribus em 26th Abril 2015, 17:27

TRAMA
18.04.15 por SECRET
É o começo do fim. A reitora, descendente de uma Thompson, sabia que isso iria acontecer a qualquer momento. Seus colegas empresários haviam antecipado o fato, mas ela não tinha dado ouvidos. O escândalo se tornou algo presente no dia-a-dia de qualquer pessoa com boa ou má reputação em Nova Iorque e ela pensou, erroneamente, que isso não a atingiria. Foi como uma bomba, quase literalmente. Primeiro a segurança precária de uma instituição tão conhecida. Como um grupo de alunos entre quinze e dezenove anos tinham conseguido burlar a segurança e fazer festas a cada fim de semana dentro de um colégio como aquele? Alguma coisa estava errada e isso veio à tona. Há também o relacionamento professores-alunos que não conseguiu passar despercebido pela imprensa. O estopim não foi uma coisa só, foram diversas unidas. É como uma receita: como acabar indo à falência hospedando os melhores? Apenas Amelia Thompson tinha essa resposta. Ela implorou aos embargadores que mantivessem o Instituto aberto até a formatura. Apesar de tudo, a mulher ainda era influente e conseguira com louvor esta “benção”, mas ela não teria nem um dia a mais. Foi aí que ela começou a trabalhar, contatar quem precisava para tentar manter o seu “ganha pão” aberto. Pena que já era tarde demais, não havia muito o que eles pudessem fazer depois de tantos escândalos. A mulher havia mantido aberto enquanto pôde, agora era hora de fechar mais um ciclo, e, assim, contatar os pais dos alunos para avisar: a formatura seria o último evento.

Ato II

É o fim de um começo, o ato de passagem que todo estudante busca e agora está acontecendo com os estudantes de Eleanor Thompson e Richard Porter. Alguns estão satisfeitos com mais esse término, outros não querem se despedir da high school e tem ainda aqueles que não conseguiram o êxito de concluir e vão ter que passar mais um ano na instituição. Isso é o que eles pensam. Enquanto a solenidade acontece, Amelia mantem-se firme por fora, mas por dentro derrama-se em lágrimas constantes e a sensação de despedida aflora. Os discursos acontecem, a oradora escolhida pelas turmas está com a fala. Calmamente ela fala sobre os momentos mais bonitos que eles viveram no último ano, pena que não há muito o que dizer. A maior parte dos alunos está apenas desejando que aquilo termine logo, a outra parte está se segurando para não chorar. Convenhamos, despedidas sempre são terríveis. Juliet faz pausa no discurso, respira fundo e solta algo que ninguém esperava: “Eu sou a Secret.”

Há um reboliço. Amelia reage com os olhos arregalados e suas mãos se fecham em punho, encarando a pessoa responsável pela maior parte da sua desgraça. Não há muito mais o que dizer, então Juliet se desculpa e sai do palco montado no jardim frontal do Instituto Educacional Americano. Os burburinhos passam para gritos, e, no instante seguinte, Amelia se levanta e vai atrás da garota Juliet. O circo, então, está armado. Sem demonstrar toda a classe que tinha, a jovem diretora do que um dia foi o melhor instituto de Nova Iorque se altera, segura o braço da menina e faz voltar para o centro do palco. Com o microfone, a senhorita Thompson desaba a falar. “Foi por sua causa que perdemos o Instituto”. Isso foi suficiente para mais uma quantidade de “oooh” se instalar entre a multidão. Estava aí, então, o fim. Amelia se virou para a multidão e contou tudo, desde o dia em que sua mãe havia lhe passado a reitoria de ambos Institutos (Eleanor e Richard) até o dia em que começaram os escândalos e o fim. Não era a formatura que todos esperavam, estava longe de ser, mas foi muito melhor do que poderíamos imaginar.

uma das estudantes se irritou diante do estrago que fizeram em sua formatura, juntou sua coragem e subiu ao palco. Fez o discurso mais belo que os Institutos já viram um dia. Falou sobre as falhas e sobre as vitórias dos alunos e do lugar. A garota sabia o que dizer, conseguiu acalmar os ânimos para ter a solenidade encerrada com louvor. O que havia a saber agora: o que seria daqueles que restaram?

Ato III

Tudo o que se sabe sobre eles: são dois grandes empresários que tem tudo nas mãos agora. Depois da queda literal do maior Instituto de Manhattan, temos uma competição ainda maior pela frente. São dois que deveriam valer por um, mas há muito eles vem em uma corrida de cavalos onde o páreo é uniforme. East Side Preparatory School e West Side Academy. Lembram deles? Não? Deveriam. Será para onde serão levados a partir de agora e terão que lidar com muito mais do que apenas estudos. Dentro das escolas já existe algo feito há anos: preparações para o futuro. O que é mais engraçado entre as duas instituições? São da mesma família, dois irmãos simplesmente apaixonados por educação que decidiram criar uma única escola. Mas com o tempo, os ideiais se tornaram diferentes e cada um tomou seu rumo, dividindo-a em duas. Entre eles há uma rivalidade que não se resume a apenas um conceito acadêmico. Vai das líderes de torcida ao grupo acadêmico da olimpíada de matemática. Quem não gosta de uma pequena briga para aflorar os ânimos? Não só conflitos externos, há também os internos. Não existe mais a realeza, não existe mais os grupos dos privilegiados. Lá dentro, quem tem talento sai na frente, tendo uma conta gorda no banco ou apenas um cofrinho em casa para guardar as moedas da gorjeta. Está preparado para isso?

Ato final

Atentem-se bem: não dá mais pra ficar sobre o muro. É agora ou nunca. Decida de que lado vai estar e façam suas apostas. À partir de agora o destino das instituições está com vocês.
Hey, it's an elf? I saw one, I swear. Meryl saw. I was smoking.
Hey, it's an elf? I saw one, I swear. Meryl saw. I was smoking.



I'm waking up, I feel it in my bones. Enough to make my systems blow. Welcome to the new age, to the new age. Whoa, whoa, I'm radioactive, radioactive.
------------ ▼
Administradores
Mensagens :
320

Data de inscrição :
06/04/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TAD - Joshua

Mensagem por Funebribus em 26th Abril 2015, 19:08

Funebribus
infamous
hey, it's an elf!
Com o hipnotizante sorriso ainda exposto, pode pela primeira vez ver aquela pela qual havia se aproximado. Tua pele era tão sensível quanto o corpo esguio e perfeitamente alinhado. De uma beleza inconfundível, sua derme era marcada por diversas manchas. Os pontos de formas indefinidas, espalhavam-se claramente por todo o decorrer daquela fisionomia. Esta a qual, mesmo que vagamente de expressão confusa, era capaz de atenuar o poderio delicado e estonteante dela. Admiração. Fora um momento para tal. Ambos calados. Ela, aparentemente atordoada com toda a situação. Talvez tão perdida como quem permanece em um labirinto sem um novelo de lã. Havia mudado o reconhecimento de um corpo novo para alguma intenção particular intrínseca a mente da ruiva? Não poderia dizer. Apenas pode repetir a pergunta novamente. Esboçando a mesma expressão facial, no mesmo tom. A repetição feita nos mínimos detalhes. Idêntica. "Perdida?", foi o que perguntou. A resposta no entanto, demorara tanto quanto a encomenda feita. Um drama em parte, realidade em outro. Ambas se misturando para definir o aguardo.

Gaguejar. A palavra que resumia perfeitamente os atos da doce garota diante de si. Era incrível a incapacidade dela em se quer pronunciar uma frase completa sem pausas constantes ou mesmo quase se afogar em seus dizeres. Há uma clara dificuldade de exercer qualquer movimento. Uma dificuldade de tudo. Ainda sim, mostrando ter uma batalha interna dentro de si, relutante, finalmente conseguiu terminar a primeira frase. ─ Hm... ─ Projetou o som com os lábios selados, impulsionando a língua contra o céu da boca e por fim, mostrando o quão o falso interesse se fazia presente mediante a ruiva. Acaba então por rir, novamente exibindo a expansão dos lábios carnudos e róseos. ─ Sou Joshua, o amigo de Chuck. ─ Anunciou, estendendo a mão direita numa forma de apresentação comum e sem rodeios. Ele tinha certeza que o nome remeteria algo à ela. Principalmente ao motivo de sua presença atual.

A conversa seguiu em diante. Estranhamente, a todo momento pelo qual uma pergunta era feita e assentida como sinal de concordância, uma aparente desconfiança ou mesmo estranhamento vinha atona. Em partes, houvesse um real motivo para isso. Motivo pelo qual deverá ser esquecido. Há um negociamento aqui ─ mesmo que haja alguns interesses peculiares que fogem ao acordado com quem distribuiria o produto.

Uma dor ia aos poucos tomando intensidade. De tamanha palidez, suportar a forma esmagadora e dolorosa que o sol exercia sob sua pele, era penoso. O assunto não fluía mais. Pode apenas, liberando-os da tortura imposta pela estrela, a retirar dali juntamente consigo. Retornava ao local anterior, dando passadas leves sobre a areia enquanto a induzia a vir junto. Como conseguira isso? Bastou-lhe apenas dar-lhe as costas e acenar com a cabeça como se a chamasse. Não demorou para que alcançassem o antigo local. A sombra era predominante, levando-o ao alívio de ser devorado por todo aquele calor. Somente assim, em meio a um conforto maior, pode dizer algo novamente. ─ Acho que você nunca fez isso, não é mesmo? ─ Novamente riu, encostando-se contra uma das pedras. Era aparente que sua serventia havia sido apenas a de carregar um material pelo qual talvez nem mesmo soubesse do que se tratava. Observou-a, esperando por não uma, mas duas respostas. Ainda que concordasse com a primeira, ela deveria dar-lhe o pacote. Algo ainda não feito. E bem, sabia perfeitamente que não precisaria dizer nada para que isso foi feito. Ou pelo menos assim achava. Mas e então, por que demorar tanto para entregar?
Hey, it's an elf? I saw one, I swear. Meryl saw. I was smoking.
Using summer clothes. Apparently "normal" and waiting for something in a very lonely corner of the beach.



I'm waking up, I feel it in my bones. Enough to make my systems blow. Welcome to the new age, to the new age. Whoa, whoa, I'm radioactive, radioactive.
------------ ▼
Administradores
Mensagens :
320

Data de inscrição :
06/04/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TAD - Joshua

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 12:38

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum